sábado, 28 de janeiro de 2012

Atenção! Esse não é um post suicida.


Antes de começar, quero deixar claro que eu não tô depressiva (talvez eu até esteja, mas nem tanto...), não estou querendo me matar nem absolutamente nada disso. Mas eu pensei na morte ué, quem nunca?

E aí que esses dias eu estava pensando sobre suicídio. Não que eu esteja pensando em ME suicidar, não é isso! São só divagações.

Já repararam como novelas e filmes fazem a morte parecer algo tão simples e fácil?
Na tv é sempre tão fácil conseguir uma overdose!
Sujeito mistura lá uns 5 comprimidos pra dormir com uns 5 pra dor de cabeça, mais uns 15 pra emagrecer... tomar umas doses de uísque... e pimba! Tá lá a criatura morta, dura, falecida e desfalecida.

Lendo um blog de uma amiga internauta, eu descobri que precisaria de 250 comprimidos de aspirina pra conseguir uma dose letal.
Gente, 250 comprimidos.
Tô tão sem paciência que não conseguiria nem me suicidar com aspirinas.
Sério, lá pela quinquagésima eu já teria desistido... já estaria gritando "ah porra, que coisa chata do caraleo... vou enfiar tudo no c* pra ver se consigo o mesmo efeito".
Isso se eu conseguisse comprar os 250 comprimidos né?! Porque pensa... eu chegando na farmácia e pedindo 200 comprimidos de aspirina e dizendo "Opa, é que eu vou acampar na selva com mais 49 pessoas e nunca se sabe né? hehehe" E fazendo carão de normal...

E sempre que você pensa em suicídio, você pensa em como você faria isso. Quer dizer, eu não tenho acesso a armas, tampouco conseguiria comprar no mercado negro (Onde tem um mercado negro por aqui produção?).
Pular de um prédio, você poderia sugerir... Mas pular de onde? Eu moro em casa, e a construção mais alta aqui nas redondezas não passa do 5º andar...
É mais fácil eu quebrar todos os ossos do corpo que Deus deu, do que conseguir me matar.
Remédios tarja preta? Pelo menos uns 50... quem é que tem estoque de tarja preta em casa My God?

Ainda não inventaram suicídio delivery. Mas foda-se, eu também não tenho crédito.

Meninos coloridos que assistem malhação e nos leem, não tentem se matar danadinhos! Querem provar que são machões? Então vivam!
Porque morrer é fácil, foda é continuar vivendo.


Beijocas SuperSinceras e façam valer =**





4 comentários:

Karine Leão disse...

Concordo em genero numero e grau!

Anônimo disse...

Kkkkkkkkkkkkkkkk porra, até pra morrer tá dificil hein?

Daiana Melo disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
250 ASPIRINAS???? nunca vou morre de overdose! Fato!

Dama de Cinzas disse...

Até quando tu fala de um assunto pesado é com humor, gosto disso nos seus textos... rs

Bem de suícido eu entendo bem, já tentei me matar com gás e acho que não morri porquie não tinha chegado a hora e meus pais voltaram antes do previsto, porque se tivessem voltado a hora prevista eu tava mortinha da silva.

Depois tentei me matar com os proprios comprimidos que me drogava. Tomei 40 comprimidos dos mais pesados, só consegui dormi umas 24 horas, acho que meu corpo já tinha desenvolvido tolerância demais.

Hoje em dia suicídio não faz mais parte da minha vida, se bem que em certos momentos me dê uma vontade que já chegue ao fim, mas é aquele pensamento que vem e vai sem maiores consequências.

E concordo que morrem é fácil difícil é continuar vivendo... rs.