terça-feira, 24 de janeiro de 2012

Gente Otimista... Só que ao contrário. Tenho dó.

Eu tenho uma tia Super Otimista... Só que ao contrário.
Mas claro, quando a vida é duszôtro né benhê?

.....


As vezes eu fico me perguntando se algum dia eu vou ter valor nessa família. E sempre chego a mesma resposta: Not.
Isso as vezes me entristece. Em outras, eu só quero que se foda sabe?


Foi mais ou menos assim: (acho que vou mudar o nome dessa porra pra sessão desabafo)


8ª Série - Prova pra escola técnica federal do estado:
Não passei.

Lá estava minha fiel incentivadora: "Ué, mas essa menina não era tão estudiosa? vai ver não era tão estudiosa assim"

1º Ano - Novamente, prova pra escola técnica federal do estado:
Não passei. De novo.

Lá estava minha fiel incentivadora: "Tá vendo? essa menina não estuda é nada, nunca vai passar em nada desse jeito!"
E minha mãe, no embalo: "Se não tem capacidade pra passar numa provinha dessas, quem dirá vestibular? não vai passar nunca!"
E o pai, sempre apoiando: "Joguei meu dinheiro no lixo, pagando escola pra você."

Sentiu o Clima de incentivo né?
Nem vou transcrever os comentários dos outros "amigos" e "familiares", PORQUE NÉ. Vamos nos ater apenas a minha fã numero um!

Fiz meu primeiro vestibular, aos 16 anos, Administração Pública na Universidade Estadual de Alagoas.
Aprovada entre os 15.
"Não fez mais que sua obrigação, administração é uma bosta, se não tivesse passado nisso, não passava em mais nada."

Segundo vestibular, Bacharelado em ciências biológicas, Universidade Federal de Alagoas.
Aprovada entre os 10.
"Grande coisa, Vai morrer de fome sendo bióloga, era melhor ter colocado serviço social, você não me ouve!"

Ainda através do segundo Vestibular, Bolsa integral na Universidade Tiradentes. Aprovada em direito, pelo Prouni.
Primeiro Lugar.
"Não cante vitória antes do tempo, só digo que foi aprovada quando fizer a matricula, pode dar errado, vai que voce não consegue."


Eu posso com uma coisa dessas?
E quando eu mando tumanucú, eu que sou a revoltada rebelde, que ouço rock pauleira uso preto e corto os pulsos.




E agora esta criatura está aqui agorando a minha matricula, e conseguindo! Porque tá dando tudo errado.

A pergunta é: Deus, se eu der um tiro na testa, o sinhô castiga muito?


Façam valer.




2 comentários:

Íthalo iankel disse...

Menina do ceu, fiquei besta com quanta negatividade. SOlução para isso, LIBERDADE. Se enquadre em uma dos cursos que você foi aprovadas (parabéns!!) e siga um novo rumo, crie um recomeço para sua vida que tem mais futuro!

Abraços !

Dama de Cinzas disse...

Por causa dissso vivo longe da minha família hoje em dia, porque pra jogar pra baixo, já chega os estranhos fazendo isso... rs

Beijocas