domingo, 3 de julho de 2011

Tolerância Zero

A intenção inicial era falar sobre Religião, dos erros e das intolerâncias que existem em TODAS elas.
Mas como eu ainda não quero ser apedrejada na rua... Falarei aqui sobre a falta de tolerância em geral.


As pessoas estão cada vez mais intransigentes, contrariando um dos princípios primordiais do ser humano: O poder de compreensão, de Entendimento.
A sociedade, cada vez mais, forma indivíduos alienados, indivíduos ocos de conhecimento.
Sim, já que não é porque a sua opinião difere da minha, que a sua opinião não me seja de grande valia. Não é porque os pensamentos são diferentes que um tenha que ser certo.

O poder vem do conhecimento. E pra conhecer é preciso observar, conviver, dialogar, sem impor opiniões, apenas acumulando conhecimento e pontos de vista diferentes.

Falta tolerância porque falta aceitação.

É a dificuldade do ser humano em aceitar o que não é igual, o que não lhe parece certo, o que ele julga ser diferente.
Essa é a palavra, julgar.
Julga-se muito, aceita-se muito pouco. E nega-se mais ainda.
As pessoas se negam a admitir que são intransigentes, que elas próprias podem estar erradas, ou que ambos estão certo. O nome disso é mesquinhez.
É pensar pequeno, é se isolar no seu mundinho diminuto e achar que o universo inteiro cabe ali, que tudo que é certo cabe ali.
O mundo é grande demais, com pessoas demais, culturas demais, histórias demais, raciocínios demais, diferenças demais. Como você se atreve a dizer que isso ou aquilo está certo?
E o mundo inteiro, está errado? E todas as outras civilizações, e todos os outros povos, que a milênios e milênios vivem de outra forma, todas as pessoas estão erradas?
Se isso não é egocentrismo, então eu não sei o que é.


Existe mais entre o céu e a terra do que supõe a sua vã filosofia. A linha imaginaria entre o certo e o errado é mais fina do que você imagina. Existem mais diferenças do que a própria diferença seria capaz de gerar. Nem tudo é o que parece. E a na sua certeza você pode estar mais enganado que no erro do outro.
Pensem nisso.


O conhecimento é irresistível. Mas de que adianta conhecimento, se você não puder tolerar as diferenças que ele trará?



Tolerem-se. Façam valer!



Trilha Sonora: You only live once - The Strokes


Um comentário:

Criis Ribeiro disse...

ButÔ pocando, atravessado e passado na brita zero!

axo digno!

amO vc!